Dicas de PHP – 2

  • php -f nome-do-arquivo.php
    Muitas vezes você está querendo testar um script isolado que é responsável por uma única função dentro do sistema.
    No terminal você usa php – f nome-do-arquivo.php e executa somente este arquivo no terminal.
  • php – a
    Quem nunca precisou testar algo? Esse cara facilita muito na questão de testes, pois ele abre um terminal do PHP que você pode usar o PHP a vontade.

Cache de dados orientado à páginas
Cache de dados orientado à páginas PHP é uma excelente idéia para melhorar a carga e performance do seu script. Não é tão difícil de criar e recuperar arquivos de conteúdo estático, com a ajuda do nosso bom amigo ob_start(). Aqui está um exemplo retirado da Snipe.net: // No topo do script

——————————————————————————————————————–

$cachefile = ‘cache/’.basename($_SERVER[‘SCRIPT_URI’]);
$cachetime = 120 * 60; // 2 hours
// Serve from the cache if it is younger than $cachetime
if (file_exists($cachefile) && (time() – $cachetime < filemtime($cachefile))) { include($cachefile); echo “”;
exit;
}
ob_start(); // start the output buffer
// Your normal PHP script and HTML content here
// BOTTOM of your script
$fp = fopen($cachefile, ‘w’); // open the cache file for writing
fwrite($fp, ob_get_contents()); // save the contents of output buffer to the file
fclose($fp); // close the file
ob_end_flush(); // Send the output to the browser
Este bloco de código irá utilizar uma versão em cache de uma página que está guardada a menos de 2 horas.


  • Use um buffer de saida
    Buffer de saída é uma maneira simples de melhorar consideravelmente o desempenho e a velocidade do seu script PHP. Sem buffer de saída, o script irá mostrar o código HTML da página como é processado – em pedaços. Adicionar um buffer de saída permitirá que o PHP armazene o HTML como uma variável e a envie para o navegador de uma vez. Para ativar o buffer de saída, basta adicionar ob_start() no topo do arquivo.

—————————————————————————————————————-

COMO MOSTRAR O IP REAL DO VISITANTE?
Você pode utilizar essa informação para mostrar dados personalizados baseados no IP do visitante. Vale ressaltar que tal script não funcionará em casos nos quais o usuário usa navegadores anônimos, como o TOR.

<?php

    //declara função
    function pegaip()
    {
        //verifica se não é vazio
        if (!empty($_SERVER['HTTP_CLIENT_IP']))
        {
            $ip=$_SERVER['HTTP_CLIENT_IP'];
        }
        //verifica se vem de um proxy
        elseif (!empty($_SERVER['HTTP_X_FORWARDED_FOR']))
        {
            $ip=$_SERVER['HTTP_X_FORWARDED_FOR'];
        }
        else
        {
            $ip=$_SERVER['REMOTE_ADDR'];
        }
        //retorna ip
        return $ip;
    }

?>

<?php

    echo pegaip();

?>

-Renato Lucena – 2019 @cpdrenato

Renato Lucena

Developer PHP, Laravel. Goiania-GO https://www.linkedin.com/in/renato-de-oliveira-lucena-33777133/

Você pode gostar...